5
(1)

Introdução

MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados open-source, comumente instalado como parte da popular pilha LAMP (Linux, Apache, MySQL, PHP/Python/Perl). Ele utiliza um banco de dados relacional e SQL (Linguagem de Consulta Estruturada) para gerenciar seus dados.

A versão curta da instalação é simples: atualize seu índice de pacotes, instale o pacote mysql-server, e então execute o script de segurança que vem incluído.

$ sudo apt update
$ sudo apt install mysql-server
$ mysql_secure_installation

Pré-requisitos

Para seguir esse tutorial, você vai precisar de:

Passo 1 — Instalando o MySQL

No Ubuntu 18.04, somente a última versão do MySQL está incluída no repositório de pacotes APT por padrão. No momento em que escrevo, ela é a MySQL 5.7.

Para instalá-la, atualize o índice de pacotes em seu servidor e instale o pacote padrão com apt:

$ sudo apt update
$ sudo apt install mysql-server

Isso irá instalar o MySQL, mas não solicitará que você configure uma senha ou faça quaisquer outras alterações de configuração. Como isso deixa a sua instalação do MySQL insegura, vamos abordar isso a seguir.

Passo 2 — Configurando o MySQL

Para novas instalações, você vai querer executar o script de segurança que está incluído. Isso altera algumas das opções padrão menos seguras para coisas como logins de root e usuários de exemplo. Em versões mais antigas do MySQL, você precisava inicializar o diretório de dados manualmente também, mas isso é feito automaticamente agora.

Execute o script de segurança:

$ sudo mysql_secure_installation

Isto irá levá-lo através de uma série de prompts onde você poderá realizar algumas alterações nas opções de segurança da sua instalação do MySQL. O primeiro prompt irá perguntar se você quer configurar o Plugin Validate Password, que pode ser utilizado para testar a força de sua senha do MySQL. Independentemente de sua escolha, o próximo prompt será para configurar a senha do usuário root do MySQL. Entre e então confirme uma senha segura de sua escolha.

A partir daí, você pode pressionar Y e então ENTER para aceitar as respostas padrão para todas as questões subsequentes. Isso irá remover alguns usuários anônimos e o banco de dados de teste, desativar login remoto para o root, e carregar todas essas novas regras para que o MySQL respeite imediatamente as alterações que você fez.

Para inicializar o diretório de dados do MySQL, você usaria mysql_install_db para versões anteriores à versão 5.7.6, e mysqld --initialize para versão 5.7.6 e posteriores. Contudo, se você instalou o MySQL da distribuição Debian, como descrito no Passo 1, o diretório de dados foi iniciado automaticamente; você não tem que fazer nada. Se você tentar executar o comando de qualquer maneira, você verá o seguinte erro:

2018-04-23T20:11:15.998193Z 0 [ERROR] --initialize specified but the data directory has files in it. Aborting.

Finalmente, vamos testar a instalação do MySQL.

Passo 3 — Testando o MySQL

Independentemente de como você o instalou, o MySQL deve ter iniciado executando automaticamente. Para testar isso, verifique seu status.

$ systemctl status mysql.service

Você verá uma saída similar à seguinte:

● mysql.service - MySQL Community Server
   Loaded: loaded (/lib/systemd/system/mysql.service; enabled; vendor preset: en
   Active: active (running) since Wed 2018-04-23 21:21:25 UTC; 30min ago
 Main PID: 3754 (mysqld)
    Tasks: 28
   Memory: 142.3M
      CPU: 1.994s
   CGroup: /system.slice/mysql.service
           └─3754 /usr/sbin/mysqld

Se o MySQL não está executando, você pode iniciá-lo com sudo systemctl start mysql.

Para uma verificação adicional, você pode tentar se conectar ao banco de dados utilizando a ferramenta mysqladmin, que é um cliente que lhe permite executar comandos administrativos. Por exemplo, este comando diz para conectar como root (-u root), solicitar uma senha (-p), e retornar a versão.

$ sudo mysqladmin -p -u root version

Você deverá ver uma saída similar a essa:

mysqladmin  Ver 8.42 Distrib 5.7.21, for Linux on x86_64
Copyright (c) 2000, 2018, Oracle and/or its affiliates. All rights reserved.

Oracle is a registered trademark of Oracle Corporation and/or its
affiliates. Other names may be trademarks of their respective
owners.

Server version      5.7.21-1ubuntu1
Protocol version    10
Connection      Localhost via UNIX socket
UNIX socket     /var/run/mysqld/mysqld.sock
Uptime:         30 min 54 sec

Threads: 1  Questions: 12  Slow queries: 0  Opens: 115  Flush tables: 1  Open tables: 34  Queries per second avg: 0.006

Isso significa que o MySQL está funcionando.

Postagem original: https://www.digitalocean.com/community/tutorials/como-instalar-o-mysql-no-ubuntu-18-04-pt

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Compartilhar.

Sobre o autor

Tiago Silva

Full-Stack Developer e Software Engineer, especialista em Python e JavaScript, professor e palestrante de assuntos voltados à programação web, desktop e mobile, ciência de dados entre outros assuntos. Escritor dos Livros Python de A a Z e Flask de A a Z.

Deixe uma resposta